VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 14º | 21º
Terça-feira | 12 de Dezembro de 2017 17:49

Voluntária resgata cachorro que estava preso no barranco


Por: Caroline Paulart

Histórias envolvendo animais mexeram bastante com os campo-larguenses essa semana. A estudante e voluntária da ONG SOS 4Patas, Pâmela Godk, divulgou na semana passada um vídeo mostrando o resgate de uma cachorrinha que estava soterrada em um barranco. O resgate aconteceu no último dia 27 de novembro.

Segundo relatos da jovem, ela estava na Sociedade Protetora dos Animais para levar uma cachorrinha que tinha resgatado, quando foi chamada para realizar um resgate. Segundo informações prévias, o animal havia sido atropelado no bairro Francisco Gorski e desde o dia 21 de novembro encontrava-se próximo a uma casa. Ao chegar no local, uma moradora do bairro mostrou a ela onde estava o animal e ao tentar erguê-la percebeu que na verdade estava com metade do corpo soterrado.

“A moça que estava comigo, e inclusive fez a filmagem, foi procurar algo para poder desenterrar o animal. Trouxe uma inchada e um pé-de-cabra. Quando tirei a cachorrinha ela estava imóvel, mas percebi que tinha terra em seus dentes e focinho, provavelmente o que ela comeu nos dias que estava ali”, relembra.

Pâmela levou o animal até a Sociedade Protetora dos Animais, onde ficou internada até a madrugada de terça-feira, quando faleceu. “Ela teve uma fratura na coluna, estava recebendo soro e tratamento. Me contaram que ela comeu bastante quando chegou lá, mas acabou não resistindo, infelizmente”, diz.

Resgates

O vídeo de Pâmela teve mais de 2,3 mil curtidas, 9,2 mil compartilhamentos e mais de 570 mil visualizações e se tornou um importante meio de conscientizar sobre a importância de resgatar e ajudar animais em situação de risco.

Em conversa com a Sociedade Protetora dos Animais, a ONG informou que é difícil atender a todas as denúncias de maus-tratos, pois há somente um voluntário para atender. Por dia, são recebidas mais de cinco denúncias que vão de animais de estimação até de grande porte, como cavalos.

Em alguns casos não é possível resgatar, pois os animais estão em propriedade particular e não há como invadi-la.

Para denunciar maus-tratos basta entrar em contato pelo telefone (41) 3032-5205. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 08h30 às 17h e aos sábados das 08h30 às 12h.

1830 visitas








Sua Opinião





  • Por Edson - 05 Dezembro 2017 | 11h14min

    A prefeitura deve ser mais atuante, há excesso de população de cachorros de rua e não dá prá deixar para o próximo ano. Vamos agilizar os atendimentos pois tá feia a situação