VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 19º | 32º
Domingo | 19 de Fevereiro de 2017 13:36

Nutrigenômica 08/07/16


Por: Ana Lúcia

Em palavras simples podemos dizer que a “Nutrigenômica” é a ciência que estuda como os alimentos “conversam” com nossos genes.

Antigamente, achava-se que nosso DNA era um ma­terial fixo e determinado para a vida inteira. Isso é verdade, mas esses genes fixos se ex­pressam de maneiras diferen­tes no nosso metabolismo ao longo da vida. Esta expres­são é muito sensível ao meio ambiente em que vivemos (alimentação, atividade físi­ca, estresse, poluição etc…) Os alimentos têm poder de mudar a expressão de co­municação com os genes. A qualidade da sua alimenta­ção pode ligar ou desligar al­guns genes e colocar o seu metabolismo em risco ou não, já que uma mudança de estilo de vida pode reverter algumas alterações do seu metabolismo.

Essa nova ciência está demostrando com clareza que ninguém é igual e que também não podemos saber de maneira exata o que um indivíduo precisa para atingir a sua saúde máxima.

A Nutrição não é ciên­cia exata, e a prática comum de impor regras rígidas aos pacientes está gerando es­tresse e terrorismo desne­cessários.

O que mudou desde a época de Hipócrates (Filó­sofo grego e médico. Pai da Medicina. Dois mil e qua­trocentos anos atrás, Hipó­crates teria dito: “Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”- (Obs: não o único remédio) é a nossa compre­ensão dos detalhes de como a nutrição afeta nossa saúde. Até recentemente, os investi­gadores tinham uma compre­ensão bastante geral desses aspectos. Os pesquisadores estão adquirindo mais conhe­cimento em relação à quais alimentos ou compostos bio­ativos de alimentos e de que maneira podem interagir com nosso organismo.

Precisamos voltar ao bom senso de que não exis­tem alimentos bons ou ruins, nem milagrosos. Uma alimen­tação saudável deve ser va­riada, equilibrada e comida com prazer e com atitudes adequadas, como por exem­plo, comer sem culpa. O com­portamento é tão importante quanto o nutriente!

 

DICAS

- Comer bem não depen­de só do que você come, mas também de como você come!

- Comer é um ato fisioló­gico e psicológico, não pode­mos esquecer disso. Nosso corpo, tecidos, células, são formados por nutrientes.

878 visitas








Sua Opinião