16h16 - 01 de Março de 2015

Saúde

Atrasar menstruação para ficar mais alta pode não funcionar

10-06-2011

As meninas estão menstruando cada vez mais cedo e têm cada vez mais informações sobre o assunto, entre elas, a de que não poderão crescer muito mais depois da primeira menstruação e que adiá-la seria uma forma de ficar mais altas. "Existem protocolos para retardar a menarca. O problema é que as adolescentes ou as suas famílias estão querendo adiar a primeira menstruação por uma questão estética", diz a ginecologista Albertina Duarte.

Coordenadora do Programa de Saúde do Adolescente da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Duarte diz que tem sido procurada por escolas para falar sobre o assunto. Segundo ela, muitas meninas buscam informações na Internet e tomam medicação sem o conhecimento dos pais.

Abuso

Há formas naturais de retardar a menarca, como praticar exercícios intensos, ter uma alimentação pouco calórica e dormir direito. Outras maneiras envolvem o uso de medicamentos, como progesterona, para impedir a ovulação, ou bloqueadores de gonadotrofina, responsável por disparar a fabricação de hormônios sexuais.

"Hoje, há um abuso de medicamentos à base de progesterona [para adiar a menstruação]", diz Duarte. Não há garantia de resultados, afirma Teresa Cristina Vieira, endocrinologista pediátrica do Hospital Sabará.
"Pode estar na moda, mas não serve para nada. Se a puberdade não for precoce, retardar a menstruação não aumenta a estatura final."

A puberdade é considerada precoce quando chega antes dos oito anos. Hoje, por vários motivos ainda discutidos pelos médicos (obesidade infantil, por exemplo), a primeira menstruação chega mais cedo. "Era, em média, aos 13 anos, hoje passou para os 11. Em algumas meninas, valeria a pena retardar a menarca e ganhar alguns centímetros, mas é exceção", diz a ginecologista Denise Coimbra.

Para o ginecologista Elsimar Coutinho, autor de "Menstruação, a Sangria Inútil" (ed. Gente), o tratamento vale a pena. "Se a menina ganhar dez centímetros na vida, é uma vantagem grande." Para esses casos, ele usa um anticoncepcional implantável, de progesterona. O hormônio começa a ser usado quando surgem sinais da puberdade - brotos mamários e pelos pubianos. "A ideia é adiar a menstruação até os 14 anos. Eu faço muito isso com minhas pacientes.
Principalmente filhas de médicos, porque eles sabem que isso é bom."

Albertina Duarte lembra que se a idade óssea da menina (que pode ser identificada por um raio-X do pulso) já está avançada, nenhum remédio faz crescer.
"Isso pode gerar decepção e depressão. Sem contar que os próprios hormônios do tratamento podem levar a alterações do humor."

 

7265 visitas

Comentários

Fechar
Atenção Internautas: A Folha de Campo Largo não interfere na opinião dos leitores. Os internautas são responsáveis pelos seus comentários, inclusive juridicamente, se for o caso, até porque os comentários ficam gravados por até três meses e, se necessário, é possível identificar o IP, endereço, nome do proprietário da máquina etc. Não existe anonimato. A nossa única interferência é não publicar as opiniões que tenham palavrões e xingamentos preconceituosos, para evitar discussão. Todas as opiniões publicadas, o são, na íntegra, sem modificações, inclusive com os eventuais erros de Português. Só solicitamos aos internautas que utilizem esse espaço para uma discussão sóbria, civilizada e construtiva. A Folha não emite opiniões e nem entra nas discussões dos internautas.
Por Kaerina Cruz em 22/07/2013 às 08:46:
Bom dia, gostaria de saber como devo proceder para retardar a ª menstruação da minha filha, ela está com anos, já tem todos os sinais da puberdade. pêlos pubianos, espinhas na testa e brotas mamárias.
Grata pela resposta.
Por Marcia Murad em 02/02/2013 às 20:23:
Gostaria de saber os efeitos colaterais desses medicamentos para atrasar a primeira menstruação bem como se só podem ser administrados por meio de injeções. Quanto tempo este tratamento leva?
Por Maria christiane Barreto Barbosa da Silva em 14/05/2012 às 16:50:
gostaria de saber quais os efeitos colaterais que eses medicamentospara retardar a menstruação podem causar, pois minha filha iniciou desde os sete anos seus sinais de puberdade precose , confirmada pelo médico.
Por Eloiza Mara em 11/04/2012 às 11:43:
Bom Dia, gostaria de saber quais os efeitos colaterais que esses medicamentos para retardar a menstruação podem causar? E quais as contra indicações?

Envie seu comentário:


Vídeos

Assalto ao Subway no dia 02 fev 2015. Ladrões levaram R$ 1 mil e um Duster de cliente

Últimas Notícias

Por volta das 13h50min deste domingo (1°), o Corpo de Bombeiros se deslocou para a rua Alcebíades Affonso Guimarães, Vila Verde, para combater incêndio em uma residência. Chegando ao local, os combatentes constataram o fogo em uma cortina na cozinha da residência de madeira, que também teve queimada a mangueira do botijão de gás. Rapidamente as chamas foram controladas, evitando danos maiores aos moradores.
Mulher ainda não identificada morre esfaqueada, por volta de 13 horas deste domingo (1°) na Praça Getúlio Vargas. Mesmo com a gravidade dos ferimentos, a mulher conseguiu ir até a Igreja Universal pedir socorro. Foi atendida pelas equipes do Siate e do Samu e depois de muito trabalho da equipe médica, nos procedimentos para reanimá-la, ela foi colocada na ambulância, mas acabou não resistindo e entrou em óbito. O corpo foi encaminhada para o Morbi do Centro Médico. A Polícia Militar faz buscas pela cidade para tentar localizar o suspeito, que desferiu quatro facadas nas costas da vítima. Ele estava de calção vermelho e assessórios de hippie. Suspeita de que tanto a mulher quanto o criminoso são moradores de rua.
Uma mulher foi esfaqueada por volta das 13h deste domingo na Praça Getúlio Vargas. Informações de que o marido teria a esfaqueado pelas costas. Em breve mais informações.
Professores informam aos pais de alunos do Colégio Clotário Portugal e do Júlio Nerone que nesta segunda-feira (02) às 19h farão, nos dois colégios, reunião para esclarecimentos da greve.
Uma mulher morreu atropelada por um Fiat Pálio, por volta de 18 horas desta sexta-feira (27), no km 101 da BR 277, sentido Norte, antes da ponte do Passaúna. Izabel da Cruz Laval, 39 anos, chegou a ser socorrida pela equipe de socorristas da CCR, mas não resistiu aos graves ferimentos e entrou em óbito ainda na pista. O Helicóptero da PRF esteve também para prestar apoio, mas foi dispensado o encaminhamento. O trânsito na Rodovia ficou parado por mais de 2 horas, causando um grande engarrafamento na 277 e nas pistas do Contorno Norte e Sul. O corpo de Izabel foi recolhido horas depois do acidente e levado ao IML de Curitiba.

Enquetes

Na sua opinião, qual o principal motivo para tanta violência?

Colunistas

Ana Lúcia
Saúde
Andressa
Social
Barbosa
Social
Carioca
Social
Lauro
Esportes
Michele
Educação

Policial

Geral

Esportes

Saúde

Política

Social

Guia Folha


Impressos


Especial de Natal




Rua Gonçalves Dias, 1127 - Campo Largo / PR
Telefone: (41) 3032-3838