05h15 - 21 de Abril de 2015

Geral

Campo-larguenses reclamam de rotatória na Expedicionários

16/08/2013

A Folha já recebeu diversas reclamações de motoristas campo-larguenses sobre a rotatória na Avenida dos Expedicionários. Eles alegam que este é um importante ponto de acesso ao Itaqui, Balsa Nova, Jardim Céu Azul e Moradias Bom Jesus e que deveria ter sido melhor planejada e executada.
 
Um dos leitores da Folha disse que a rotatória é mal projetada e que os carros grandes têm muita dificuldade em transitar pela mesma e fazer manobra. Com a revitalização desta via e da Rua Ademar de Barros havia esperança de que fosse melhorar, mas a situação continuou.
Em contato com a assessoria da Prefeitura Municipal, foi enviado nota de que a Comlar foi responsável pela revitalização da via e que segundo os responsáveis, “a obra de Reurbanização da Av. dos Expedicionários aconteceu em 2 etapas: a 1ª delas entre 2008 e 2009, na gestão passada, quando foi implantada a rotatória no cruzamento com a Rua Ademar de Barros. E agora, entre 2012 e 2013, ocorreu a 2ª etapa, complementando o trecho que não havia sido contemplado naquela época, mas que já estava previsto e projetado desde a época da execução da 1ª etapa.
 
Trata-se na verdade de uma Mini-Rotatória, dispositivo muito usado atualmente nas cidades brasileiras devido à falta de espaço. Uma das funções do dispositivo é justamente “dificultar” a passagem dos veículos para diminuir a velocidade do tráfego e proporcionar mais segurança. Para veículos grandes (ônibus, caminhões), existe a área de circulação em “paver” para possibilitar o movimento, mas, é claro, com baixa velocidade.”
 
De acordo com informação repassada pela Secretaria de Viação e Obras, “está sendo estudado um projeto de substituição dos pavers por asfalto. A previsão é que até o final do mês a obra já tenha sido concluída. A troca traz durabilidade, já que são veículos pesados que utilizam essa área de circulação.
1157 visitas

Comentários

Fechar
Atenção Internautas: A Folha de Campo Largo não interfere na opinião dos leitores. Os internautas são responsáveis pelos seus comentários, inclusive juridicamente, se for o caso, até porque os comentários ficam gravados por até três meses e, se necessário, é possível identificar o IP, endereço, nome do proprietário da máquina etc. Não existe anonimato. A nossa única interferência é não publicar as opiniões que tenham palavrões e xingamentos preconceituosos, para evitar discussão. Todas as opiniões publicadas, o são, na íntegra, sem modificações, inclusive com os eventuais erros de Português. Só solicitamos aos internautas que utilizem esse espaço para uma discussão sóbria, civilizada e construtiva. A Folha não emite opiniões e nem entra nas discussões dos internautas.
Por Vergonha em 16/08/2013 às 23:35:
Vocês já sabem: ficará assim! O "velho" não tem mais energia pra fazer a cidade mudar! É a realidade! Campolarguenses foram enganados! Todos que se sobressaem na administração são demitidos ou realocados para funções ineptas... Aguentar mais 3 anos é nosso destino.
Por Pedrinho Muchenski em 16/08/2013 às 22:38:
E as calçadas em torno da rotatória foram todas quebradas pela empreteira na segunda entapa da obra e ficaram assim e o gestão atual aceitou receber a obra assim, olha o risco que os pedestres e principalmente as crianças estão correndo por ter que andar no alfalto pela falta da calçada que foi quebrada por relacho da empreiteira e nossos representantes que pagamos muito bem não fizeram nada como se tudo estivesse ótimo se acontecer de falecer alguém por falta destas calçadas podemso incriminar esses inresponsáveis estamos de olho.
Por Indignado em 16/08/2013 às 13:28:
Essa rotatória já foi consertada várias vezes e sempre está quebrada, pois tanto caminhão quanto ônibus é dificílimo fazer manobras ali.

Envie seu comentário:


Vídeos

Moradores de Campo Largo sofrem para ir ao centro da cidade por causa de bloqueio

Últimas Notícias

Passageira ferida em acidente por volta de 16h30min desta segunda-feira (20), na esquina das ruas Xavier da Silva e Dom Pedro II. O acidente envolveu o veículo Meriva placas de Curitiba, AWL-7851 e o Gol placas ENJ-4803, de São José dos Campos - SP. Socorristas do Siate se deslocaram para o local da colisão e prestaram atendimento a uma jovem passageira do Gol, que sofreu ferimentos leves e foi encaminhada ao Hospital do Rocio.
Por volta de 21 horas um veículo Celta com placas de Balsa Nova capotou no Km 124 da BR 277, sentido Sul próximo ao São Caetano. Condutor não identificado oficialmente morreu ao ser ejetado do veículo.
Grave acidente na PR 423 no km 2,5 em frente ao posto de combustível, na pista sentido Campo Largo. Colisão frontal auto x moto, por volta das 17h50 deste sábado. Homem de 60 anos morreu no local. Envolveram-se o Fox placas APT-3141 e a moto CG 125 placa AHP-4273.
Idoso morre atropelado pelo próprio carro em São Luiz Um idoso de 73 anos morreu atropelado pelo próprio carro. O acidente ocorreu na entrada da Chácara da Luz, no Distrito de Tamanduá, município de Balsa Nova. João da Luz Ramos (73) saiu de casa para ir na propriedade da família, onde costumava passar alguns dias, logo no início da manhã de terça-feira (14). Quando desceu do Corsa placas LYP-1573, para abrir a porteira, o veículo andou sozinho e o atropelou. Um vizinho da chácara foi avisado por familiares que ele não estava atendendo o telefone e foi então que ele saiu procurar, encontrando a vítima já sem vida próximo à porteira, no início da tarde desta quarta-feira (15). Um agricultor que estava trabalhando na região informou que viu o carro parado no local na manhã de terça, mas não desconfiou de nada. O corpo de João da Luz foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba, devendo ser liberado para velório na Capela do Bugre e sepultamento no Cemitério do Tamanduá às 16 horas de quinta-feira (16).

Colunistas

Ana Lúcia
Saúde
Andressa
Social
Barbosa
Social
Carioca
Social
Lauro
Esportes
Michele
Educação

Guia Folha


Impressos




Rua Gonçalves Dias, 1127 - Campo Largo / PR
Telefone: (41) 3032-3838