VERSÃO IMPRESSA
EM CAMPO LARGO 18º | 23º
Sexta-feira | 09 de Dezembro de 2016 13:21

Veículo queimado e empresário desaparecido

A Delegacia de Campo Largo tem a missão de desvendar o desaparecimento de um empresário, desaparecido desde quarta-feira (19), quando veio para o nosso município e nunca mais foi visto.

Por: Jhonatan

25/03/2014

A Delegacia de Campo Largo tem a missão de desvendar o desaparecimento de um empresário do município de Agudos do Sul, desaparecido desde quarta-feira (19), quando veio para o nosso município e nunca mais foi visto.

Familiares de Ademir Heibecker (39) compareceram da 3ª DRP de Campo Largo na última quinta-feira (20) informando o desaparecimento do empresário.

Ademir trabalha na construção de tanques para Pesque Pag. Segundo sua esposa, ele teria uma dívida de aproximadamente R$ 90 mil para receber de uma pessoa aqui em Campo Largo, que ninguém da família sabe quem é. Ele teria recebido um telefonema do suposto devedor, para que viesse receber na terça-feira (18), mas, desconfiado, ele teria trazido um amigo junto. Chegando ao Posto Guarani, onde teria sido marcado o encontro, um veículo de cor prata teria se aproximado e dado sinal de luz, ele então seguiu até o Posto Saguaru. O possível devedor, percebendo que Ademir estava acompanhado, ficou perturbado e disse que teria aparecido um problema de última hora com seus negócios e que só poderia falar com ele no outro dia às 9 horas no mesmo local.

No outro dia (quarta-feira, dia 19), Ademir saiu de casa em Agudos, por volta de 08h30min e nunca mais foi visto. Por volta de 19 horas de quarta-feira (19), um funcionário do Posto Guarani teria informado à Polícia Rodoviária Federal que havia uma caminhonete Toyota Hilux com alerta ligado às margens da rodovia próximo ao posto. Aproximadamente duas horas depois o Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas da mesma caminhonete que estava pegando fogo no km 103. O veículo, constatado na sequência ser do empresário Ademir, foi totalmente destruído pelo fogo, sendo recolhida ao pátio da PRF em São Luiz do Purunã.

A Polícia Civil de Campo Largo, sob o comando do delegado Antonio Macedo de Campos Junior, trabalha na investigação do sumiço misterioso do empresário, precisa de mais informações do suspeito e o retrato falado do devedor deverá ser divulgado em breve.     

5054 visitas






Sua Opinião





1 2 >>
  • Por Rose rose - 03 Abril 2014 | 15h59min

    Meu deus imagino como estam essa família q agonia!!!!! Pessoas maravilhosas q tive a oportunidade de conhecer gente de coração bom incapaz de fazer qualquer tipo de mal pra alguém pessoas q só fazia o bem.tenho fé q encontre ele bem . E esse vagabundo q tá fazendo todos sofrer q vá pra cadeia lá e lugar desses tipo de mostro . Sofri muito na mão desses vagabundo ladrão como refém no meu comércio q tinha aí em Curitiba . Vou orar pra q ache nosso amigo Ademir logo.

  • Por Eliane Casagrande Fragoso - 28 Março 2014 | 10h16min

    Eu confio no trabalhos dos policiais, Mas tem que agir rápido, para mais uma histótia não morrer na praia!

  • Por ze merenda júnior - 26 Março 2014 | 17h42min

    Não conseguem nem manter os bandidos na cadeia, quem vê pensa que a polícia de Campo Largo vai descobrir alguma coisa.

  • Por ze merenda - 26 Março 2014 | 16h27min

    Isso a policia de Campo Largo, descobre alguma coisa.. Não conseguem nem manter os bandidos na cadeia , quem dirá investigar algo.

  • Por Aline Saiz - 26 Março 2014 | 00h09min

    Esse amigo que acompanhou o Ade nesse encontro poderia fazer um retrato falado do suspeito, isso ajudaria muito na investigação .

1 2 >>