VERSÃO IMPRESSA
anteriores
EM CAMPO LARGO 18º | 28º
Segunda-feira | 22 de Janeiro de 2018 11:57

Apesar dos pesares, seguimos otimistas com as mudanças em 2018


Por: Redação

2018 está batendo à porta e já é possível sentir o gosto da mudança e das transformações. Com uma aura otimista, 2018 sempre pareceu um ano de mudanças e o momento em que irá surgir uma figura de super-herói ou messias, que irá tirar o país desse poço sem fim. O ano que vem irá marcar o final de um governo complicado, que lutou tanto para sair da crise, mas parece que se manteve no mesmo lugar.

Ano político sempre parece mais revigorante à pesado. Parece que tudo começa a fluir melhor. A economia tende a melhorar, novos nomes aparecem e podem até trazer as mesmas promessas, mas com um toque aveludado que nunca ouvimos antes. Que não sejamos mais inocentes, como fomos diversas vezes e acabamos nos deparando com o desespero pela espera por mais um ano político para nos salvar.

Apesar de recebermos o Ano Novo com decepção a notícia de que o Brasil perdeu mais de 12 mil vagas de empregos com carteira assinada, seguimos confiantes, pois ao mesmo tempo pudemos ver comerciantes voltarem a acreditar no crescimento econômico da cidade. Tudo caminha a passos tímidos, mas que levam para frente.

Algumas medidas adotadas pelo Governo Federal não foram de todo ruim, pois permitiram que o dinheiro, que estava parado há algum tempo, movimentasse a economia e até mesmo quitasse algumas dívidas que não deixavam o brasileiro dormir direito.

Apesar dos pesares, seguimos confiantes, com o brilho nos olhos e o sorriso característico dos brasileiros. Por sorte somos um povo que se reinventa e tem a capacidade de se divertir mesmo com os seus próprios problemas. Basta ficar cinco minutos na internet para ver a proliferação de piadas, muitas vezes ácidas, sobre o nosso próprio mártir.

E pelo que o ano de 2017 será lembrado? Pelas greves, pelos desastres naturais, das investigações intermináveis da Lava-Jato, que nos mostram uma teia de mentiras e mentirosos, meticulosamente programada para salvar a pele de alguns? Será lembrado pela impunidade, por um governo vaidoso, que mesmo em meio às pesquisas de aceitação mostrando o desgosto da população, insiste em dizer que apenas estão com vergonha de assumir...?

Que você, caro leitor, tenha lembranças boas de 2017 e que 2018 seja um ano repleto de expectativas atendidas ao seu findar. Mesmo que pareçam coisas simples, como a redenção da Seleção Brasileira na Copa da Rússia, depois do 7x1 em 2014. Nós continuaremos cobrando as autoridades o cumprimento do seu papel, lutando para que suas vozes sejam ouvidas e suas esperanças estejam estampando nossa primeira página.

16593 visitas








Sua Opinião