Sabado às 20 de Abril de 2024 às 03:20:23
EM CAMPO LARGO 10º | 23º
Geral

Mata Atlântica Ecofestival vai movimentar cidades paranaenses São Luiz do Purunã deverá receber grande público durante evento

Falta pouco para a primeira edição do Mata Atlântica Ecofestival, evento que irá promover atividades esportivas, artísticas e culturais na região da Grande Reserva Mata Atlântica (GRMMA)

 

Mata Atlântica Ecofestival vai movimentar cidades paranaenses  São Luiz do Purunã deverá receber grande público durante evento

Falta pouco para a primeira edição do Mata Atlântica Ecofestival, evento que irá promover atividades esportivas, artísticas e culturais na região da Grande Reserva Mata Atlântica (GRMMA) no Paraná. As cidades de Antonina, Piraquara, Curitiba e também o distrito de São Luiz do Purunã, em Balsa Nova, irão sediar, de 4 a 13 de agosto, aquele que já nasce como o maior festival de aventura, cinema e arte do sul do Brasil. O evento deve mobilizar mais de 7 mil pessoas nas quatro localidades.

O Mata Atlântica Ecofestival tem como objetivo ampliar o debate sobre a temática da conservação e uso das áreas naturais a partir de iniciativas como competições esportivas, exibições de produções cinematográficas independentes, apresentações musicais, mostras artísticas e literárias, além e palestras e rodas de discussões.

Aristides Athayde, empresário e um dos idealizadores e organizadores do evento, explica que o Mata Atlântica Ecofestival foi inspirado em eventos internacionais e busca estimular a valorização da natureza e das atividades ecoturísticas na área do Bioma Mata Atlântica. “É possível impulsionar o turismo de aventura e as manifestações artísticas e, ainda por cima, sensibilizar sobre o papel de cada um nesse processo de “conscientização ambiental, que é tão necessário”, pontua.

Athayde explica que as cidades de Curitiba, Antonina, Piraquara e Balsa Nova foram escolhidas de forma estratégica, pelo fato de já terem um perfil vocacionado para a prática da atividade outdoor. Na programação, que acontece de forma simultânea nas quatro localidades, estão agendadas competições de gravel bike, montain bike, vela, canoagem, trail run, montanhismo, balonismos, aventuras urbanas, entre outras atividades esportivas, além de mostras fotográficas, apresentações musicais e exibições de filmes de aventura com temática ambiental.

Todas as atividades propostas pelo Ecofestival acontecerão de forma independente e serão organizadas por empresas parceiras, especializadas em suas áreas.

Programação
A abertura do Mata Atlântica Ecofestival será no dia 4 de agosto, no Cine Passeio, em Curitiba. Nos dias 6 e 7 estão programadas as atividades esportivas em Antonina (esportes de água), Piraquara (esportes de terra) e São Luiz do Purunã (ar). O circuito artístico e cultural acontecerá nas três regionais ao longo do fim de semana, paralelamente às atividades esportivas.

Além disso, entre os dias 10 e 12 de agosto, o Mata Atlântica Ecofestival vai realizar, em Curitiba, encontros sobre Produção de Natureza e Áreas Regenerativas, O Esporte como Meio de Superação e Inclusão e Ideias Inovadoras para um Mundo Melhor. “A intenção é atrair pessoas das mais variadas tribos, sejam atletas, artistas ou cidadãos que gostam da vida outdoor, mas que nunca se sentiram motivados a debater conservação e sustentabilidade”, comenta.

O encerramento do Mata Atlântica Ecofestival será no dia 13 de agosto com atividades de grande impacto visual em Antonina, Piraquara e Purunã. “Cada localidade vai sediar atividades que estejam ligadas às características naturais para que os participantes possam compreender, na prática, a importância de se preocupar com a preservação desses espaços”, pontua Athayde.

Segundo ele, o objetivo é instigar o público a acompanhar os eventos em ecossistemas completamente diferentes. “É uma oportunidade para que essas pessoas possam perceber, valorizar e divulgar a enorme diversidade e possibilidade turística dos municípios envolvidos”, ressalta.

Uma parte das inscrições para as atividades esportivas será direcionada ao programa de educação ambiental do Instituto Purunã, ao projeto de conservação do micoleão-da-cara-preta da SPVS, ao Instituto Pelé Pequeno Príncipe, ao projeto Moradas do Tempo do Instituto Invescon e à ação de retirada de redes de pesca fantasma, abandonadas por navios pesqueiros industriais, pela ONG Associação Mar Brasil.

Site oficial: www.mataatlanticaecofestival.com.br e Instagram: @mataatlanticaecofestival